sexta-feira, agosto 05, 2005

Verdade e consequência



Amar o que é belo,
sonhar com o que é lindo,
beijar o excitante me atrai.
Não penso no antes,
que se dane o meu depois
Me deleito no instante,
pra ser vênus,
ser amante,
ser amada,
namorada,
eterna esposa num segundo de paixão.
Não que eu seja volúvel,
nao que eu seja fácil.
Isso não.
Sou a lua enamorada do mar
sou a flor apaixonada e sem par
Ora! sou mulher!
Sou apenas coração...
Essa é minha verdade
sou beleza sem metade.
Jogando o jogo...
no melhor de mim
até o fim.

3 comentários:

Mateus disse...

Rebeca...
Lindo poema !!!
O que eu posso fazer para ser como vc ?!

Verena disse...

Rebeca Mulher,
Adorei seu poemas!
Fiquei surpresa mesma! Ñão sabia que vc dominava a arte de escrever.
Vou entrar sempre para poder ler seus poemas novos e reler os já escritos.
Parabéns mesmo!
Um grande beijo

Por mim mesmo disse...

Massa seu blog!
Não lembrava dele não!

Preciso de uns toques tá?!
Sempre estarei passando por aqui agora!
Bjão!
(...)