sexta-feira, abril 29, 2005

TEMPOS DIFÍCEIS



Já que estou aqui...
cercada desses estranhos com ar de superior
Já que estou assim...
vivendo a sobrevida que acabei escolhendo pra mim
Já que não posso gritar...
Já que não posso me abrir... e chorar...
Já que as portas se abrem e eu não posso mais sair..
que uma luz se ascenda...
antes de eu sumir.
Que minhas lágrimas escorram em grafite
Que meu desespero toque as teclas do "p.c."
Que minhas angústias se façam ler
Que eu possa ser ouvida nesses tempos difíceis
Que alguém me ouça...
Que alguém me salve
ou diga como eu posso me salvar...



Metáfora

De noite não durmo
quase sem sonhos
quase sem ar...
Na madrugada, acordada
sou uma tv chiando
um canal fora do ar.
Mal sintonizada
Quase vivendo
Quase a desligar
me sinto um rei em "xeque"
perdendo o jogo
prestes a se entregar.
Quase...
Quase a reagir
Vou sucumbir
com medo da dor.
Quase...
Quase a reagir
Mas vou sucumbir
sem vida
E sem amor.

Um comentário:

WiccanGirl disse...

Sacanalidade.. blog todo atualizado... bonitinho, textos muitos legais... e o blog da banda abandonado, largado, esquecido.. bonito hein...? Fala serio.. passa lá Beca.. ele tá precisando de uma levantada não acha? hehe
Te adoro miga.. e arranja um horario ai na sua agenda para marcarmos uma boa farra...
Beijinhos