terça-feira, dezembro 14, 2004

O que foi?



De tudo que passou, aindo guardo, ainda tenho
no meu peito a sua lembrança
E talvez nesse pacote,
nesse pedacinho de amor,
ainda haja uma esperança.
Por que você foi e não me explicou
Por que foi e não me mostrou
O que foi? O que passou meu bem?
Parecia perfeito, mas eu não sei, quando, de que jeito
como você percebeu o imperfeito.
O que foi? O que passou meu bem?
De quem é a culpa? É minha? Ou da dupla?
De quem é a culpa? É sua? Ou da dupla?

Por tudo o que passou, ainda guardo, ainda tenho
na minha cabeça aquele som
E talvez na poesia,
nessa nossa melodia,
a gente tenha errado o tom.
Mas você podia ter me explicado...
Podia ter me mostrado, antes de ir
O que foi? O que passou meu bem?
Parecia perfeito, e eu ainda não sei
quando,
de que jeito,
como você percebeu o imperfeito.

3 comentários:

Anônimo disse...

julio
oi que lindo
de quem é essa tão famosa culpa,
vc ta em franca evolução do pensamento minha amiga e pravc um abraço apertado e uma dentada

Anônimo disse...

sinceramente, estou virando teu fã, suas poesias são D+, traduz um sentimento que só que viveu algo parecido pode entender... bjos!!! Leo

bandamonalliza disse...

amigaaaaaaaaaaaaaaaaaaa,
eh eu acho que agora jah eh!
vc eh uma poetiza.
te ADMIRO!
QUANDO CRESCER QUERO SER IGUAL A VC ! HEHEHEHEHEH
BJINHO DE SUA AMIGA..
...SU