quinta-feira, janeiro 06, 2005

Meu vício agora



"Não vou mais falar de amor
De dor, de coração, de ilusão
Não vou mais falar de sol
Do mar, da rua,
Da lua ou da solidão

Meu vício agora é a madrugada
Um anjo, um tigre e um gavião
Que desenho acordada
Contra o fundo azul
Da televisão
Meu vício agora
É o passar do tempo
Meu vício agora
Movimento, é o vento
É voar

Não vou mais verter
Lágrimas baratas sem nenhum porquê
Não vou mais vender
Melôs manjadas de karaokê
E mesmo assim fica interessante
Não ser o avesso do que eu era antes
De agora em diante
Ficarei assim
Desedificante."
(Paula Toller/George Israel)

3 comentários:

Anônimo disse...

Isso ai minha amiga! Entendi tua ideia e te dou o maior apoio! Bjus no coração
Duquinha

Anônimo disse...

Pocha rerbby, n sabia q vc se ligava tanto em poesia.
Esse seu jeito meio rip, esconde a grande poeta que existe dentro de você.

Parabéns pela escolha da poesia adorei

Bruno

MarkShow disse...

Oi gatinha gostei de suas poesias vc tem muito talento espere q continue assim tchau.